quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Afinal... o que é o "Espaço" de cada um?

Em muitas relações ouvimos tanto o homem quanto a mulher dizer que "não tem espaço" ou que o "outro invade seu espaço - sua individualidade".

Afinal..?! O que é o espaço de cada um?

"A idéia de Espaço (que é sagrado) tem permeado e fundamentado a filosofia do homem, desde seu princípio. É vital que isto seja honrado. A natureza nos ensina a nos conhecermos da maneira mais pura possível. Se soubermos escutar e observar a natureza, perceberemos que todas as lições necessárias para o viver humano nos podem ser transmitidas pelos animais, pelas mudanças no ritmo do vento, pelo céu, pelo clima na terra e por todos nossos parentes.
Cada aspecto de nosso mundo manifestado possui seu espaço próprio para poder se desenvovler criativamente. Se este espaço for respeitado pelos outros, todos conseguirão viver juntos e crescer em harmonia." - Jamie Sans

Mas que raios duplos e triplos então... não podemos mais olhar para nosso próprio tempo e espaço e passar a nos respeitar. O corpo fala e nos dá TODOS os sinais para nos respeitarmos. É importante definir nossas fronteiras...
Sabe onde mais somos invadidos e invadimos espaços?
Os espaços mentais... estes são os mais perigosos.. porque não tem território fisico demarcado, é ilimitado, espaço e tempo aqui se confundem e geram grandes confusoes e emaranhados emocionais, que se quer conseguimos imaginar, quanto mais buscar sair disso.
ESPAÇO É O RESPEITO que devemos ter pelos bens, as idéias, os lares e as personalidades dos outros. Isso se aplica ao respeito que devemos ter pelo nosso próprio ser interno. Demarcar claramente o território, respeitar a si mesmo(a), para que os outros possam sentir o reflexo deste respeito em si próprios e para que tenham mais respeito ao lidar com você. Diga não quando for necessário!
O Espaço significa que você considera seu corpo, seus sentimentos e sua posses como objetos sagrados e que não permitirá que outras pessoas abusem e se aproveitem deles.
Só convide a entrar no seu espaço aquelas pessoas que demonstram merecer este direito e que se esforçam por respeitá-lo. Você é quem determina como as outras pessoas devem tratá-lo(a), pela maneira como trata a você mesmo(a).
Em todos os casos o respeito que você demonstra ter por você mesmo(a) e por todas as formas de vida determina a sua maneira de se relacionar com toda a extensa família planetária. Se permitir que os outros seja destrutivos, de alguma forma ou maneira, dentro do seu próprio espaço, você está preocupado(a) demais em se sentir querido(a).
O importante não é que os outros gostem de você, mas sim que você se sinta capaz de conviver harmonicamente com você mesmo. A felicidade não começa pelo lado de fora. Ela brota da alma de dentro de teu ser!
fonte: Jamie Sans


Nenhum comentário:

Postar um comentário